Nativo da Coreia
iStock

Se você gosta de viajar para conhecer culturas diferentes da que estamos acostumados no lado ocidental do mundo, assim como lugares exóticos, então, vai adorar conhecer a Coreia do Sul e a Coreia do Norte!

Nós, da Mala e Cuia, preparamos este post com informações sobre a história e a cultura desses dois países vizinhos tão controversos e singulares entre si. Confira!

História das Coreias

As Coreias, antes, eram um único país. Nessa época, a Coreia era dominada pelos chineses e o cenário durou até 1910, quando o Japão derrotou a ocupação da China no país e ganhou o território. Ao desenrolar da Segunda Guerra Mundial, as tropas japonesas foram expulsas da Coreia assim que o Eixo (composto por Alemanha, Itália e Japão) foram derrotados.

Então, o território da Coreia acabou por ser ocupado por soviéticos e norte-americanos. Essa rixa entre os dois povos que estavam na região foi o que gerou a divergência de ideias, que mais tarde, com a Guerra Fria em 1948, acabou pela separação geopolítica. Assim, nasceram dois países bem diferentes: a República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte), com sistema comunista, e a República da Coreia (Coreia do Sul), com o sistema capitalista.

Os conflitos ainda continuam ou a paz foi firmada?

Por causa das gritantes divergências políticas e econômicas, o cenário de instabilidade durou por muitos anos e a paz só foi restabelecida em 1953. No entanto, o conflito continua sem uma solução definitiva, com tensões entre ambos os lados, principalmente após o desenvolvimento de armas nucleares pela Coreia do Norte.

A boa notícia é que, em 2018, o histórico encontro entre Kim Jong-un, Supremo Líder da Coreia do Norte, e Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul, aconteceu durante a realização dos Jogos Olímpicos de Inverno, em PyeongChang, na Coreia do Norte. Meses mais tarde, Kim Jong-un prometeu fechar os locais de testes de mísseis e o complexo nuclear. Mesmo com as diferenças, parece que a paz voltou a reinar nas duas Coreias.Definitivamente, este é o momento ideal para conhecer esses países tão singulares, mas com histórias e tradições que caminham lado a lado!

A cultura da Coreia do Norte

A Coreia do Norte recebe, anualmente, cerca de 5 mil turistas ocidentais. Já da parte oriental, o maior número de turistas são os chineses, entre 20 e 30 mil visitantes.

Mesmo sendo um dos territórios mais fechados do mundo, viajar para a Coreia do Norte pode ser considerado um atrativo e não um problema para muitos turistas que gostam de conhecer novas culturas e lugares totalmente diferentes dos tradicionais.

Arquitetura da Coreia do Norte
Pexels

A culinária da Coreia do Norte apresenta muitas características regionais. Como, praticamente, não há produtos importados, a alimentação é baseada no que é fácil de cultivar, com muita variedade de couves, cogumelos, arroz e batatas.

A capital, Pyongyang, é uma cidade interessante, mas pouco atrativa visualmente. É grandiosa, cheia de monumentos, praças gigantes, porém com poucas cores e muitos prédios velhos, sem manutenção.

Um dos passeios preferidos dos visitantes em Pyongyang (além de tirar fotos com os monumentos) é conhecer o sistema de metrô, o mais fundo do mundo, com 110 metros de profundidade. A passagem é quase de graça, custando apenas 5 won (menos que 1 centavo de real). As estações são verdadeiras obras de arte, com pinturas, lustres e estátuas decorando os diversos ambientes das plataformas.

Saiba o que a cidade de Pyongyang  pode revelar sobre a cultura norte-coreana em Pyongyang: um novo olhar sobre a capital norte-coreana

A cultura da Coreia do Sul

A Coreia do Sul é um país muito agradável de conhecer e que é conhecido por acolher de forma amistosa os estrangeiros. A região, assim como a Coreia do Norte, abriga séculos de história em sua cultura e tradições. Mas, diferente do seu irmão do Norte, a Coreia do Sul é um dos países com mais avanço tecnológico do mundo.

Com tantos encantos, a capital, Seul, acaba por receber 9 milhões de visitantes internacionais, em média, anualmente. Inclusive, a Coreia do Sul é conhecida por um gênero musical único, que movimenta bastante o mercado nacional e até internacional, com milhões de fãs pelo mundo: o K-pop.

Em questões de culinária, saiba que a comida coreana é muito apimentada e com pratos bem diferenciados. Mas se você não gosta de pimenta, é possível pedir os pratos ao seu gosto, não se preocupe. Existem muitas opções de comidas diferentes e sofisticadas, além de diversos tipos de aperitivos. Não deixe de experimentar a massa com gelo, principalmente no verão. E visite, pelo menos, uma casa de chá entre as muitas espalhadas por Seul.

Arquitetura Coreia do Sul
Pixabay

Falando em arquitetura, o lugar é uma mistura entre o tradicional e o moderno. Não existe um centro histórico, mas há muitas construções que remetem a antiga cultura coreana. A cidade vem crescendo em proporções incríveis, de forma sustentável e inteligente.

O Palácio Changdeokgung e o Santuário Jongmyo são dois pontos turísticos listados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco. Outro palácio interessante é o Gyeongbokgung.


Coreia do Sul e do Norte

Confira todos os detalhes do pacote (valores, datas, hotéis, serviços, etc).


Ficou com interesse em conhecer estes dois diferentes, misteriosos e únicos países? Então, entre em contato com a gente, da Mala e Cuia, e veja os nossos melhores pacotes de viagem para a Coreia do Sul e do Norte. Boa viagem!

pt_BRPortuguese