Se você está pensando em ir para o Egito ou já está com a viagem marcada para a terra dos faraós, esse artigo é o que você precisa!

Além das paisagens incríveis, o país tem uma história e tanto. Das tradicionais Pirâmides até o passeio de cruzeiro pelo Vale do Nilo (Luxor/Aswan), o Egito tem muito a oferecer.

Confira o que você não pode deixar de visitar para ter uma experiência completa!

Pirâmides de Gizé

Um dos lugares mais tradicionais dos cartões postais do Egito são as Pirâmides de Gizé. A mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo – e a única que ainda existe – é um verdadeiro espetáculo, tanto de história quanto de beleza.

Elas ficam no complexo de Gizé, próximo ao Cairo. No total, são três pirâmides (Quéops, Quéfren e Miquerinos), construídas em 2700 a.C. No complexo, você também encontra a famosa Esfinge, alguns túmulos e templos.

O local possui uma história riquíssima e a visita com um guia, que vai te contar a história e as curiosidades sobre o lugar, vai fazer toda a diferença!

Khan el Khalili

Em meio a várias atrações a explorar no Cairo, você precisa colocar na sua lista um passeio pelo mercado Khan el Khalilli. Trata-se de uma antiga região comercial que é um verdadeiro labirinto com várias ruazinhas e tendas com mercadorias incríveis. É um ótimo lugar para fazer compras e ainda levar souvenirs para dar de presente.

Cruzeiro pelo Rio Nilo

Já pensou em conhecer o sul do Egito passeando pelas águas de um dos rios mais famosos do mundo? Ao longo do caminho, o cruzeiro vai parando pelos principais pontos turísticos da região de Luxor a Aswan.

Karnak Temple

Localizado a cerca de 700 quilômetros do Cairo, na cidade de Luxor, o Karnak Temple é um dos maiores complexos de templos do mundo. Sua construção demorou quase 2 mil anos e dizem que não chegou a ser finalizada. O templo foi construído em homenagem ao deus Amon-Rá e possui uma série de inscritos nas paredes. Os desenhos têm diversos estilos, já que o templo foi ocupado por inúmeros faraós ao longo de sua edificação. Sua restauração, que começou no século XVIII, até hoje está em atividade, justamente por conta da grandiosidade de suas ruínas.

Templo de Edfu

Mais conhecido como o Templo de Hórus, em Edfu, é amplamente considerado o mais impressionante de todos os templos do lado do Nilo ao longo da jornada entre Luxor e Aswan. O templo foi construído num local estratégico de forma que ficasse longe do deserto, mas também não fosse afetado pelas inundações do Rio Nilo. No século 19, a vila dos locais se estendeu até o templo, com algumas casas ao pé do seu telhado, quando o mesmo ainda estava coberto de areia. Agora os prédios já foram removidos, mas ainda dá para ver que a escavação é muito evidente.

O templo é muito completo, incluindo a fachada do Pilone que foi construído pelo pai de Cleópatra no século I aC, com uma entrada ao meio que leva a um salão que precede o santuário de Hórus, a parte final e mais importante do templo. Tudo isso configura o mesmo padrão arquitetônico de um templo de fachada do Novo Império, cujas ruínas podem ser vistas em muitos outros pontos turísticos ao redor de Luxor e ao longo do Vale do Nilo.

O Jardim Botânico de Aswan – Ilha Kitchener

Localizada no Nilo, a Ilha Kitchener pertence à Aswan e abriga o jardim botânico de Aswan. A ilha recebeu o nome em homenagem ao Marechal Herbert Kitchener que morava lá enquanto trabalhava como cônsul geral do Egito. Hoje em dia, toda a ilha é ocupada pelo jardim botânico de Aswan, que tem uma flora riquíssima, com espécies de todos os continentes do mundo. A área tem 750 metros de extensão e conta com parques, jardins e uma vista muito especial do Rio Nilo.

Apreciar a vista panorâmica do Mausoléu de Aga Khan em Aswan

O Mausoléu de Aga Khan em Aswan está localizado no topo de uma colina que está a margem oeste do Rio Nilo. À primeira vista, pode parecer que seja apenas um edifício isolado, mas na verdade, esse edifício é o túmulo do sultão Mahommed Shah, Aga Khan III, que morreu em 1957. Sua construção foi um pedido de sua esposa, Umm Habiba, que também está enterrada no mausoléu. Foi ela que iniciou a prática que é mantida até os dias de hoje, de colocar uma rosa vermelha no túmulo do Aga Khan todos os dias. A estrutura do edifício foi inspirada na arquitetura de outros túmulos dos califas fatímidas no Cairo. Sua construção foi feita no final dos anos 50, com granito rosa, o que deu ao edifício um design elegante.

Abu Simbel

Os templos de Abu Simbel ficam situados ao sul de Aswan, ao longo da margem do Lago Nasser (que foi criado a partir da construção da nova barragem do Rio Nilo). Depois das Pirâmides de Gizé, são os mais famosos templos de todo o Egito. Construídos pelo maior dos faraós, Ramsés II, estes enormes templos marcavam o limite sul do Império Egípcio com a Núbia, no auge de seu poder durante o Império Novo. O principal objetivo era transmitir o poder dos governantes do Egito a qualquer um que colocasse os olhos sobre eles.

A capacidade arquitetônica da época era fenomenal: as grandes estátuas de Ramsés II e da sua esposa preferida Nefertari, que adornam suas fachadas, ainda hoje são inspiradoras. As quatro estátuas que guardam a entrada para o maior desses templos são as maiores esculturas que sobreviveram desde a era faraônica.

Todos esses lugares fazem parte do roteiro Egito Monumental da Mala&Cuia, com saída no dia 02/6/2022. Para mais informações, CLIQUEI AQUI.

pt_BRPortuguese