[ATUALIZADO 2022] Documentos para viagem internacional: veja quais são!

[ATUALIZADO 2022] Documentos para viagem internacional: veja quais são!

Viajar para o exterior é sempre uma experiência maravilhosa! Essa é uma ótima oportunidade para entrar em contato com novas culturas e pessoas, conhecer belos pontos turísticos e provar comidas exóticas.

Mas, antes de embarcar para o destino escolhido, é preciso se organizar para não esquecer nada de importante, como os documentos necessários para levar em viagens internacionais. Vamos saber quais são e descobrir as melhores informações sobre eles? Confira agora mesmo!

Passaporte

A apresentação do passaporte é obrigatória para quase todos os países ao redor do mundo. Por causa disso, solicite com antecedência a liberação do seu passaporte, caso ainda não o tenha. Para tirar o passaporte é necessário preencher os seus dados pelo site da Polícia Federal e pagar uma taxa para receber o documento.

Se já o tiver, verifique a data de validade já que muitos países exigem, no mínimo, seis meses de validade para liberar a entrada de turistas. Por outro lado, se você deseja viajar pela pela América Latina, como Argentina, Bolívia, Chile, Uruguai, Colômbia, Equador, Paraguai, Venezuela e Peru, é possível viajar apenas utilizando o seu RG (em boas condições e emitido a menos de 5 anos). Simples, não é mesmo?

Visto

Em seguida, é necessário verificar a exigência de visto para a sua entrada no país escolhido. Todos os países sul-americanos não exigem visto para os brasileiros.

Procure saber com antecedência se o destino escolhido possui ou não esta exigência e qual o local para emitir o documento. Em países como Austrália, Canadá, China, Egito, Índia, Japão e Estados Unidos o visto é obrigatório.

Mas, se você vai para a Europa, o procedimento é diferente. O visto é concedido no momento da sua chegada ao país. Não esqueça de levar documentos que comprovem que o motivo da sua viagem é apenas de lazer, como voucher de hotéis e passeios, passagem de volta, cartão de crédito internacional e dinheiro local em espécie!

Verifique aqui se o seu destino precisa de visto.

Seguro saúde

É imprescindível ter um seguro saúde em todas as viagens ao exterior. Em alguns países, como Alemanha, França e Espanha, ele é obrigatório. Porém, mesmo quando não é exigida, essa assistência vai fazer toda a diferença em caso de acidentes ou doenças.

O seguro saúde vai garantir o seu atendimento médico. Do contrário, será preciso gastar muito dinheiro para realizar consultas, tomar medicamentos e até ficar internado em hospitais no exterior.

Sugerimos que a partir de agora você escolha planos que cobrem gastos com atendimento a COVID-19, incluindo:

  • Identificação da COVID-19
  • Despesas Médico e Hospitalares (DMH) e internação devido à COVID-19

    São esses itens de cobertura que você deve avaliar na comparação dos seguros de viagem para escolher o melhor seguro para atender às suas necessidades.

Certificado de vacinação

Covid-19

Com o avanço da vacinação pelo mundo, diversos países que mantiveram suas fronteiras fechadas durante a pandemia já estão reabertos para o turismo internacional. As exigências variam muito de destino para destino, porém, cada vez mais países estão flexibilizando as regras.

Você pode ver aqui se o seu destino exige comprovante de vacinação.

É importante ficar atento, pois cada país tem suas próprias regras e exigências para as fronteiras. Em alguns casos, além de ter o esquema vacinal completo, é necessário também, apresentar teste do tipo PCR com resultado negativo.

Antes de ir, verifique o site oficial do governo do país de destino, onde as informações estão sempre atualizadas.

Quais vacinas de Covid-19 são aceitas?

Para embarcar para a Europa, em praticamente todos os países as vacinas já aprovadas são a AstraZeneca, a Pfizer, a Janssen, Moderna e Coronavac. Os brasileiros que tem imunização completa com alguma dessas vacinas também podem embarcar para o Canadá e para os Estados Unidos, sem necessidade de realizar teste PCR ou antígeno antes do embarque.

É importante ficar atento ao intervalo entre a imunização e o embarque. Para quem recebe a vacina da Janssen, com dose única, o período mínimo entre a aplicação e a viagem pode variar de 14 a 28 dias, dependendo do país. Já os brasileiros vacinados com AstraZeneca, Pfizer ou Moderna precisam aguardar o intervalo mínimo que pode variar entre 7 e 14 dias após a segunda dose para que o embarque possa ocorrer.

Como emitir o seu certificado de Covid-19

Depois de completar o esquema vacinal, a forma mais fácil de emitir seu certificado internacional de vacina contra a Covid-19 é através do aplicativo do SUS. Basta fazer o download do app no seu celular e fazer o login com seu CPF.

Outras vacinas

Dependendo do destino, é necessário tomar vacinas específicas, como a da Febre Amarela. Para isso, confira quais países têm essa exigência e qual é o tipo de imunização necessária para entrar na região! Também é necessário emitir seu Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) e ter com você junto com os seus documentos de viagem.

Por exemplo, África do Sul, Austrália, Bolívia, China, Colômbia, Egito, Índia, Indonésia, Bahamas, Tailândia, Malásia e Maldivas são alguns países que solicitam a comprovação da vacina contra a febre amarela.

Conclusão

Entenda: planejar uma viagem internacional é uma tarefa que exige atenção, organização e tempo! Por isso, muitas pessoas escolhem uma operadora de viagem, como a Mala e Cuia, para conhecer o mundo!

Você também pode gostar: Como planejar uma viagem internacional!

Então, o que achou do nosso artigo sobre documentos para viagem internacional? Se você ainda estiver com alguma dúvida, conte com a Mala e Cuia: teremos o maior prazer em ajudar. Boa viagem!


Deixe uma resposta