fbpx
Roteiro Sibéria e Mongólia
Mala e Cuia

Sibéria e a Mongólia são dois destinos encantadores e fora dos padrões. São culturas diferentes das que estamos acostumados a estar em contato, assim como as paisagens exóticas da região.

Além disso, é uma viagem que proporciona mais tranquilidade para curtir os pontos turísticos, pois muitos dos lugares que você irá visitar são serenos e tranquilos.

Abaixo, confira o roteiro Sibéria e Mongólia, que montamos com muito carinho para proporcionar uma viagem inesquecível a essa região!

Moscou

A melhor forma de começar a viagem pela Sibéria e pela Mongólia é fazendo a primeira parada em Moscou. Por que já não conhecer a capital da Rússia, não é mesmo? Ainda mais que a cidade é cheia de basílicas, mausoléus e outros resquícios de história, como estátuas e monumentos.

Irkutsk

Irkutsk
Mala e Cuia

Depois de Moscou, a próxima parada pode ser Irkutsk, conhecida como a “Paris da Sibéria”, considerada a cidade urbanizada da Sibéria. O lugar conserva muitas construções antigas, inclusive em madeira e algumas obras religiosas como a Igreja do Salvador, a Catedral da Epifania, a Igreja Católica Romana e o Mosteiro ortodoxo.

Lago Baikal

Lago Baikal
Mala e Cuia

Perto de Irkutsk, a estação de Sludianka merece ser a próxima parada, já que o trem turístico que passa nessa estação faz um passeio pelas margens do Lago Baikal, em uma extensão de 80 km que ficou conhecida como “o trecho do transiberiano do séc. XIX”, construído ainda no reinado de Alexandre III.

Maloye More

Maloye More, ou “mar pequeno”, é uma baía que separa a Ilha Olkon da costa ocidental de Baikal. Essa é uma parada que merece um pouco mais de atenção, já que tem vários lugares nessa região que guardam interessantes culturas e lindas paisagens naturais. Aqui, deixamos alguns pontos que você precisa incluir em sua visita a Maloye More:

  • Ust Ordynskiy: local com povoação de aborígenes, os Buriatas, que permitem uma aproximação a sua cultura com a apresentação de folclore e rituais.
  • Ilha Ogoi: essa ilha, apesar de ser famosa por suas paisagens belas, é um lugar bem tranquilo e pacífico, ideal para quem ama passeios sem agitação para desfrutar com calma das belezas naturais da viagem.
  • Ilha Olkhon: já essa é a maior ilha do Lago Baikal, mas, em contraste, apenas uma pequena população habita o lugar. Assim, temos mais uma parada com águas cristalinas que podem ser observadas com a calmaria da região.

Ulan Ude

Ulan Ude
Mala e Cuia

Ulan Ude fica nas margens do Rio Selenga, conhecida como a República Autônoma de Buriátia. Esse é um lugar para conhecer diferentes culturas mescladas em uma só, resultado da aproximação do grupo dos Buriatas aos Mongóis. Além da cidade de Ulan Ude, outras paradas próximas à cidade também valem a pena:

  • Datsan Ivolginsky: mais famoso Templo Budista Russo, com diversos templos coloridos e imponentes para conhecer.
  • Tarbagatay: centro habitado por ortodoxos do Rito Antigo, os Semeyskie, com recepção familiar na casa de uma das famílias tradicionais da região.
  • Monte Leão: é uma parada para quem gosta de admirar paisagens naturais. No caso, o Monte Leão permite a contemplação do vale do Rio Selenga e nós sempre colocamos essa atração no roteiro.

Ulan Bator

Ulan Bator
Mala e Cuia

Finalmente, a parada na capital da Mongólia, que costumamos deixar entre as últimas paradas para fechar com chave de ouro a viagem. Como estamos falando de um povo com cultura muito rica e antiga, visitar a cidade proporciona uma experiência diferente, uma aproximação com uma história que quase não conhecemos.

Por lá, entre diversos pontos turísticos históricos, o que você não pode deixar de visitar é o Mosteiro Budista Gandantegchleng (que ainda está em atividade abrigada um dos monumentos mais famosos da região, a estátua de Buda de 26,5 metros).

  • Parque Nacional Terelj: para quem está em Ulan Bator, não custa nada passar no Parque Nacional de Terelj, com montanhas e colinas cobertas por vegetação. É lá que está a estátua de Genghis Khan, com 40 metros, protegida pela UNESCO.

Deserto de Gobi

Deserto de Gobi
Getty Images

Por fim, a nossa última parada é no deserto de Gobi, uma região de tirar o fôlego, com dunas, animais da região e até área de escavação de fósseis. Um passeio que não pode faltar é ao Yol Valley (Parque Nacional do Vale da Águia), onde é possível encontrar a ave quebra-ossos.

Com esse roteiro, dá para conhecer tranquilamente os melhores lugares da Sibéria e da Mongólia, sem perder nenhuma das atrações populares. Gostou? Então, confira todas as condições do nosso pacote de viagem para a Sibéria e Mongólia, que percorre este mesmo roteiro! Boa viagem!


Sibéria e Mongólia

Confira todos os detalhes do pacote
(valores, datas, hotéis, serviços, etc).

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese