fbpx

Uma vida inteira como guia de viagem

Experiência é a palavra que define o trabalho de Eliane Caminha Leal. Formada em Turismo pela PUCRS, ela passou a maior parte da vida levando milhares de pessoas a destinos incríveis do mundo.

No total, são 41 anos trabalhando como guia de viagens, pelo menos 20 deles na operadora Mala & Cuia. O tempo a fez conhecer 64 países e lhe deu de presente inúmeros passageiros que se transformaram em grandes amigos. 

“Trabalhar como guia sempre foi o meu objetivo. Comecei fazendo Disney e New York. Considero que o profissional facilita a viagem e a interação entre os passageiros. Desde o momento da chegada no aeroporto, os viajantes têm uma referência para se contactar, e desde este momento é o guia que criará um ambiente amigável para que todos se conheçam e interajam”, explica.

Nas andanças entre aeroportos e aviões, Eliane está sempre disponível para auxiliar e orientar os viajantes. Segundo ela, é o profissional que ajuda na união das pessoas que viajam.

“Os primeiros minutos no aeroporto são muito importantes, pois é quando o grupo começa a se formar, criando um comprometimento de um para com o outro, como companheiros de viagem. É quando se busca formar uma “família” de amigos com o objetivo de desfrutar um passeio”, explica. 

Entre os vários destinos que Eliane percorreu pela Mala & Cuia, ela destaca Lapônia (Finlândia), China, África do Sul, Índia, Rússia, Egito e Emirados Árabes.

“Eleger a melhor viagem é difícil, pois viajar é sempre maravilhoso! Mas há roteiros mais diferentes, como a Lapônia (Finlândia), com passeios inesquecíveis nas fantásticas paisagens cobertas com a neve! E a China, que surpreende pela grandiosidade, pela história milenar em contraste com a alta tecnologia de ponta”, explica.

Paixão por viajar  surgiu aos 18 anos

A história de viagens de Eliane começou cedo. Aos 18 anos ela fez um curso de inglês nos Estados Unidos e teve a oportunidade de conviver com uma família local. No final do programa, ficou um tempo viajando sozinha para conhecer outros lugares. 

“Eu tinha 18 anos, fiz muitas amizades, e foi uma experiência única e inesquecível! Foi um marco e o momento em que eu despertei para o prazer de viajar, de conhecer culturas diferentes, de enfrentar e superar situações inesperadas, de viver com a intensidade”, conta.

Hoje, ao se preparar para os roteiros, Eliane estuda os destinos, pesquisa em livros e em filmes. Sempre quer levar o máximo de cultura e informação aos passageiros, que geralmente a encontram depois das viagens, porque se transformam em amigos. Além disso, no papel de guia, ela traz segurança aos passageiros, porque tem experiência de sobra!

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese